sábado, 6 de setembro de 2014

NUNCA MAIS ME SOLTAREI DE TI


Pintura de Abel Manta



“NUNCA MAIS ME SOLTAREI DE TI”



Sou pacífico e ao pé de ti eu triunfo,
Porque só assim é que tu descansas;
Dormes tal como as pombas brancas,
Junto dos cedros num pombal oculto.

Já vai longa nossa junta caminhada,
Começou no esplendor da madrugada. 
Mulher da minha vida, dos olhos meus;
Cruzaste o meu caminho, com os teus!

De ti eu fui sempre preso de amores
Em meus sonhos doces e tentadores,
E nunca fui capaz de me soltar de ti!

Tal como a abelha está para as flores,
Assim fiquei e estou desde que te vi;
Por isso nunca mais me soltarei de ti!

Alfredo Costa Pereira