domingo, 12 de abril de 2015

PEÇA DE XADREZ


PEÇA DE XADREZ



É nos nobres salões dos poderosos,
Que são tomadas grandes decisões!
Determinando a sorte dos peões,
No tabuleiro em jogos ardilosos…

São os seus sentimentos ambições…
Alimentando os seus dias faustosos…
Mantendo os pobres povos esperançosos,
Verbalizando as suas ilusões…

De olhos abertos e ouvidos à escuta,
Passam os dias na sua labuta
Conscientes da sua pequenez

Falsas promessas… Mais um demagogo?
Quando tudo não passa de um jogo
E o povo é uma peça no xadrez!...

José Manuel Cabrita Neves