terça-feira, 25 de agosto de 2015

MEUS VERSOS... MEUS SONETOS


Imagem - Google


Meus Versos… Meus Sonetos


Cinzelo estes meus versos em sonetos
A tinta que se esvai do coração,
No recanto de silêncios e guetos
Que me assola de enlevo e de paixão…


Coroo-os de enflores e de inocência...
Sob o mote - a alvura das madrugadas,
Competem vítreo sentir à existência...
As poesias em meu peito flamejadas…

Ó mil sonetos de risos e prantos
Na fúcsia curva de etéreos mantos
Nitentes em meu seio por escrever! 

Sois beijo para a minha alma em flor
Que se aflora tão perene de amor
Louvando a feliz prece do viver!