sexta-feira, 31 de outubro de 2014

O AMOR ACONTECE


Imagem Stock-vector-cupid-silhouette


O AMOR ACONTECE


Deambulava alegre e esperançoso,
Por entre a multidão um certo amor,
Na procura de um peito acolhedor,
Amigo, solidário e carinhoso…

Em cada rosto, um ar desolador!
Um cabisbaixo olhar tempestuoso…
Descrentes de um futuro auspicioso,
Por um passado adverso e enganador!

Mas eis que num momento se cruzaram:
Uns olhos que de outros se encantaram
E ali ficaram presos frente a frente!

A seta que o cupido disparou,
Foi como um passarinho que voou,
Encantado nos olhos da serpente!...

José Manuel Cabrita Neves