quinta-feira, 17 de setembro de 2015

LEMBRANÇAS


Imagem - Google 

“LEMBRANÇAS”


Relembro no meu longo meditar
O momento quimérico quando vi,
Que meus, em teus olhos prendi,
Ficando logo preso ao teu olhar!

Sempre, numa saudade a delirar
Meu pensamento vai logo para ti;
Nunca mais me canso de pensar
Que te encontrei e logo te prendi!

Relembro aquela doce expressão
Que ternamente ri nos olhos teus,
E que deu a minha eterna paixão.

E relembro, se olho para os céus,
Òh- daquela afortunada sensação 
De prender teus olhos aos meus!

Alfredo Costa Pereira