domingo, 14 de junho de 2015

CARTAS DE AMOR


 
 Imagem - Google


CARTAS DE AMOR


Tocam à campainha, é o carteiro!
Logo um sorriso esboço de esperança!
Talvez hoje não seja uma cobrança,
Penso eu, abrindo a porta, de ar lampeiro…


Mas é publicidade que já cansa,
Aliciando o pobre o tempo inteiro,
Já que o mês é maior que o seu dinheiro,
Só consegue do mês fazer poupança…

São contas e mais contas pra pagar,
Que o carteiro leva a vida a entregar,
Tornando a nossa vida mais cinzenta…

Não aparecem mais cartas de amor,
Perfumadas com pétalas de flor,
Que os corações saudosos alimenta!...

José Manuel Cabrita Neves