quarta-feira, 17 de junho de 2015

RECORDAÇÕES DA NOSSA INFÂNCIA

 
Imagem - autor desconhecido


“RECORDAÇÕES DA NOSSA INFÂNCIA”


Entramos no quarto agora vazio.
Deito-me no chão, fico à espera.
A vida acordando uma quimera
Agitando-se meu coração sadio!

Aos poucos vão-se subtilizando
Ouvidos, os olhos vêm cerrados!
O quarto vazio fala vai contando,
Sobre as canas sorrisos chegados,

Ficaram no ar, radiosos, inteiros;
Não era quarto, mas esconderijo,
E fazia parte dos nossos roteiros.

Éramos ainda jovens namorados.
E hoje, contigo para lá me dirijo
Para que continuemos abraçados!

Alfredo Costa Pereira