quinta-feira, 4 de setembro de 2014

A NOITE VEM CAINDO


Pintura de Claude Monet


“A NOITE VEM CAINDO”


Vem amor, encantam-me
Os caminhos de violetas!
O teu hálito embalsamado,
Trás todas as borboletas!

Aves noturnas no ocaso,
Invejosas, vão-nos espiar;
Mas as ninfas sem atraso,
Sorriem ao ver-nos passar!

Nenhum de nós é culpado
Dos montes darem acenos
Ao verem-nos lado a lado:

“Olhem como vão serenos!”
Querida, a noite vai caindo
E o teu cabelo está lindo!

Alfredo Costa Pereira