domingo, 21 de setembro de 2014

SAUDOSA LÁGRIMA


 
Imagem - net (autor desconhecido)


SAUDOSA LÁGRIMA


De neve os meus cabelos branquearam…
De rugas o meu rosto encarquilhou…
O olhar de atento ler quase cegou,
As mãos outrora fortes fraquejaram!

O corpo musculado definhou…
As pernas, de andar, já se cansaram!
As doenças da idade já chegaram,
Quase não dei pelo tempo que passou…

Supondo que amanhã não existia,
De justas ambições fiz cada dia,
Tudo o que o meu querer enfim sonhou!...

Olho agora para trás me revivendo,
Sinto no rosto a pele umedecendo…
E uma saudosa lágrima rolou!

José Manuel Cabrita Neves