segunda-feira, 26 de maio de 2014

A SORTE



Foto: imagesCA7FO32A


A SORTE


Há desejos e sonhos vida fora,
Incendiando a chama de viver,
Na esp’rança do raiar de nova aurora,
No amanhã que há-de acontecer…

Tal qual os alcatruzes duma nora,
Os dias vão passando a correr,
Onde nada acontece nem melhora,
onde os sonhos acabam por morrer!...

Na expectativa de um dia qualquer,
Inesperadamente a qualquer hora,
A desejada sorte aparecer…

Ninguém ao certo sabe onde ela mora!
Mas na verdade existe e quem quiser: 
Só tem de a procurar, jogando agora!...

José Manuel Cabrita Neves