sábado, 10 de maio de 2014

UM OUTRO OLHAR


UM OUTRO OLHAR


Na berma duma estrada caminhava,
Pra me encontrar contigo mais à frente,
Quando algo aconteceu, surpreendente,
Às pedras em que antes tropeçava…

Conforme eu ia andando calmamente,
Sentia um perfume que inalava,
Saindo desse chão que então pisava,
De pétalas coberto inteiramente!

Pensando no amor que nos unia,
Imaginando o beijo à chegada,
Nem dava pelo tempo que corria…

Parecia um jardim, aquela estrada,
Que a ti, minha paixão, me conduzia
E que os meus olhos viam transformada!...


José Manuel Cabrita Neves


Foto: imagesCAOTQI9K