terça-feira, 29 de julho de 2014

A IDADE DO SABER


Foto: images a idade do saber


A IDADE DO SABER


Quando a noite tombar escura e fria…
Quando o cabelo negro branquear…
Quando a pele do rosto se enrugar…
Quando a saúde já não for sadia…

O fim da linha está-se a aproximar!
É hora de oferecer sabedoria!
De ensinar ao mundo que a alegria,
Se constrói com os verbos dar e amar…

É hora de pesar numa balança,
Os erros e as certezas que há na vida
E deixar o balanço como herança!...

As ilusões que o tempo consolida,
Serão o livro aberto da esperança,
De um futuro sem guerra fratricida!...

José Manuel Cabrita Neves