domingo, 3 de agosto de 2014

GRITO AO VENTO


Foto: imagesCAC4B3KC


GRITO AO VENTO


Gritou meu oprimido pensamento,
A mágoa que lhe vem do coração 
E o grito propagou-se pelo vento,
Levando longe as vozes da razão…

Que haja no mundo em guerra sentimento!
Que a chacina não seja diversão!
Que se assuma a paz, o entendimento!
Que haja o direito à livre opinião!

Que não morram crianças inocentes!
Que se calem as armas de uma vez!
Que os homens provem ser inteligentes…

Que se oponha à maldade, a lucidez!
Que se acertem os pontos divergentes!
Que haja naquelas mentes sensatez…

José Manuel Cabrita Neves